Estudos

Possivelmente após algumas gerações já teremos muitos mestiços disfarçados, adentrados aos planteis de boa qualidade. Fala-se em reconhecer todo o plantel atual, (excetuando-se os cães de pelagem preta) como Filas puros, supondo-se com isso acabar com as polemicas sobre a mestiçagem no Fila. A nosso ver, ao se separar os Filas pretos em uma raça à parte, com a finalidade de se poder reconhecer tudo mais como Fila, separa-se apenas cerca de 2 ou 3% dos mestiços, mantendo-se no plantel todo o contingente de cães mestiços, com as características que demonstramos neste nosso trabalho.

Na prática, a tese do “puro por cruza” caminha a passos largos…

Havendo um movimento já na direção da aproximação de clubes tradicionalmente defensores do Fila puro, com a CBKC (esta entidade tem dado renovadas demonstrações de que assim deseja), pode-se prever que em breve os planteis estarão se juntando oficialmente. A CBKC já vem divulgando fotos de cães Fila do CAFIB como modelo de padrão! Ótimo este reconhecimento. Assim a CBKC se redime de seus erros e salva seus criadores de uma situação constrangedora.

Hoje como demonstramos, já temos muitos cães em desconformidade com o padrão, participando de exposições, e algumas vezes sendo premiados por juízes especializados. Pequenos sinais de atipia como focinhos mais profundos que o próprio comprimento, já são aceitos e certamente serão mais aceitos com a entrada de animais “puros por cruza”. E focinhos muito mais profundos poderão ser aceitos no futuro, na medida em que se acostuma os olhos a estas características e, sobretudo, na medida em que cães condizentes com o padrão se tornam mais raros, quase inexistentes, dificultando as comparações.